outubrorosa1

OUTUBRO ROSA

O câncer de mama faz cerca de 8 milhões de vítimas por ano ao redor do mundo e os números não param de crescer. Só no Brasil, o Instituto Nacional do Câncer estima que 50 mil novos casos apareçam por ano. E a gravidade da situação não para por aí, a doença está em ascendência entre as mulheres mais jovens.

 Muitas dúvidas permeiam o assunto e nós vamos esclarecer algumas coisas para você:

O câncer de mama é hereditário?
Apenas 10% dos casos são oriundos de mutações genéticas hereditárias como o BRCA1 e BRCA2.

Homem tem câncer de mama?
É raro, mas sim, apesar de representar apenas 1% dos casos.

Como é diagnosticado?
A mamografia é indicada para todas as mulheres a partir dos 40 anos, no caso de alguma suspeita o médico normalmente solicita uma biopsia.
Para mulheres com menos de 40 anos é recomendado que o exame de toque seja realizado pelo menos 1 vez por ano com o ginecologista (quando você for realizar o exame pré-câncer – contra o câncer de colo de útero – o médico fará o exame de toque) e sempre que possível repita você mesma, em casa.

Todo nódulo vira câncer?
Cerca de 90% dos nódulos apresentados em mulheres entre 20 e 50 anos são benignos.

Para diagnosticar a doença o mais cedo possível e elevar as chances de cura é muito importante que você realize o auto-exame regularmente.

Veja abaixo como proceder:

OUTUBRO ROSA
Para quem ainda não sabe, o movimento do OUTUBRO ROSA foi criado nos anos 90, em Nova York, ganhando rapidamente o cenário mundial. A partir daí, vários países começaram a fazer campanhas específicas de conscientização e o mês de outubro se tornou um símbolo de luta pela prevenção e conscientização.

Leia Mais

ee0bf9f45f05fc5303c92a7b78bdf9ae1

Meu primeiro parto foi cesárea. Quanto tempo devo esperar para engravidar de novo?

Não existe uma regra para o intervalo entre uma gravidez e outra mas sim uma recomendação e mesmo assim, muitos obstetras divergem, sendo considerado uma boa pausa entre 1 a 2 anos para que uma nova gravidez aconteça.
Leve em consideração o tempo de cicatrização no caso de procedimentos cirúrgicos e modificações sofridas pelo corpo e que devem lentamente voltar ao normal após o parto.

O processo de cicatrização completo da cesárea ocorre cerca de um ano após iniciar e uma nova gravidez faz com que o útero comece a se expandir novamente, causando pressão na cicatriz. Gestações que começam com apenas 6 meses ou menos de pausa entre o parto e a nova concepção, estão sujeitas a ruptura do útero no local da cicatriz.

Por isso os médicos preferem que mulheres que fizeram cesáreas e engravidaram com pouco tempo de pausa, sigam sempre fazendo este procedimento, pois isso evita a chance de ruptura na hora do parto.

Para mulheres que fizeram parto normal também é recomendado um período de pausa, isso fará com que seu corpo consiga voltar ao normal, sendo então a gravidez mais tranqüila, sem preocupações extras.

Mas não se desespere, se você engravidou sem querer antes da hora, pois muitas mulheres passam por isso e não enfrentam nenhum percalço, mas certamente o seu pré-natal será vigiado bem de perto pelo seu médico.

Leia Mais

shutterstock_606410351

Fique atenta com a Anemia

A Anemia é uma deficiência de ferro no organismo. Vamos considerar o fato de que na gravidez você precisa de uma dose extra de ferro então se você estiver com uma deficiência de ferro isso não é bom.

Você provavelmente não sentirá nenhum sintoma da anemia a não ser o cansaço e a apatia, mas esses são sintomas próprios da gravidez, por isso é importante que você faça os exames de sangue que seu médico pedir durante o pré-natal, pois eles indicarão seus níveis de hemoglobina. É normal que esses níveis caiam durante a gravidez, pois há muito líquido no sangue, diluindo a concentração de glóbulos vermelhos. Se seus níveis estiverem  baixos, o médico irá prescrever um suplemento de ferro.

Antes de tudo, comece desde muito cedo na gravidez a se preparar para combater a falta de ferro, ingerindo alimentos ricos em ferro.
Coma verduras de folhas escuras, pão integral, cereais , carne vermelha magra, frutos do mar e feijão. A vitamina C ajuda o corpo a absorver o ferro, por isso tome um copo de suco cítrico como laranja.

ALIMENTOS COM CONCENTRAÇÃO DE FERRO 

Origem animal

  • costelas de porco
  • vitela
  • cordeiro
  • fígado de vitela
  • farinha de peixe
  • mexilhão cozido   
  • gema do ovo de galinha

Origem vegetal

  • pão de cevada
  • pães integrais e enriquecidos, cereais, aveia crua
  • salsa
  • grão-de-bico cozido
  • ervilha cozida
  • lentilha cozida
  • agrião
  • beterraba crua
  • grãos integrais ou enriquecidos, nozes, castanhas; feijão
  • melado de cana-de-açúcar, rapadura, açúcar mascavo
  • pimentão
  • chocolate meio amargo

Tome cuidado, excesso de ferro também é prejudicial a saúde, por isso tome suplementos apenas com recomendação médica.

Leia Mais

dor-nas-costas-gestante-gr-C3-A1vida-dor-650x3501

Como aliviar a dor nas costas durante a gravidez

A dor nas costas é um dos vilões da gravidez, incomoda muito e desestabiliza a gestante. Cerca de 75% das grávidas sofre com ela e a boa notícia é que ela não afeta a saúde do bebê, apesar de deixar a mamãe bem cansada.
A causa mais comun da dor nas costas são as mudanças provocadas pelos hormônios e pelo peso. Com o crescimento do útero os músculos do seu abdômen ficam mais fracos e o seu centro de gravidade muda e consequentemente sua postura é afetada, causando esforço indevido na coluna e nervos.

Mas há alguns truques para aliviar toda essa tensão.

  • Banho quente, imersão e bolsa de água quente: O calor ajuda a aliviar as dores nas costas. No banho, deixe a água correr pelas costas. Se tiver acesso a uma banheira de hidromassagem, deixe os jatos de água massagearem suas costas. Use a bolsa de água quente na hora de dormir.
  • Cinta de sustentação: Elas ajudam a distribuir o peso da barriga e aliviam a sobrecarga das costas.
  • Exercícios: Consulte seu médico ou um fisioterapeuta para fazer exercícios para fortalecer e ao mesmo tempo relaxar os músculos.Pilates, musculação leve, alongamento e yoga são os mais recomendados.
  • Massagem: A massagem ajuda a relaxar e consequentemente aliviar a dor. Vá a um quiropraxista ou um fisioterapeuta que tenha experiência com gestantes. Às vezes, até seu companheiro pode ajudar, massageando levemente a região lombar das suas costas.

Tem como prevenir a dor nas costas?

  • Se possível, faça exercícios regulares antes de engravidar, fique em forma e deixe seu corpo preparado para receber toda a sobrecarga de peso que ele certamente receberá.
  • Tenha uma boa postura, se policie para andar sempre reta e sentar-se de forma adequada.
  • Nunca fique muito tempo sentada, caminhe sempre que possível, estique-se e alongue-se.
  • Evite salto alto.

Fique atenta com as dores nas costas após a 37ª semana, pois elas são um indício de contração. Se ficarem muito fortes, procure um médico.

Leia Mais

7e0f8b_e1a898c835714101b849fb22ba5222241

Cólica durante a gravidez | Precisa se preocupar?

Sentir cólicas durante a gravidez é normal, por isso não se assuste ao primeiro sinal de dor.

Apenas dor, normalmente é apenas cólica, porém você deve ter cuidado e procurar um médico imediatamente se junto com as dores, você apresentar algum dos sintomas a seguir:

  • Sangramentos
  • Febre
  • Aumento da secreção vaginal
  • Vômitos
  • Dor para urinar
  • Dor acima do suportável

A primeira coisa que você precisa fazer é identificar a origem das dores:

  • Orgasmos: É normal sentir um pouco de cólica antes e depois do orgasmo, nada grave. Isso acontece, pois sua região pélvica está sobrecarregada, assim como suas costas e isso pode provocar incômodos.
  • Dores musculares: Sim, cólicas podem ser dores musculares causadas por todas as mudanças em seu corpo. Coloque as pernas para cima, relaxe o máximo possível e se for necessário fale com seu médico e tome alguns analgésicos e antiespasmódicos. Mas só com prescrição médica.
  • Falso trabalho de parto: Acontece nas últimas semanas da gravidez e tem intensidade bem menor que as dores do parto real, mas são incomodas, por isso tome um banho quente, deixe água escorrer nas costas e descanse. Se preferir você pode até caminhar um pouco pela casa, pois isso às vezes funciona com algumas mulheres.
  • Gases: Os gases são companheiro da grávida, infelizmente você terá que aprender a conviver com eles. Evite alimentos que podem causar gases como, feijão, brócolis e sorvete e converse com seu médico sobre medicamentos antigases.

O importante é ficar calma, definir a origem do problema e caso haja sintomas mais sérios procurar atendimento médico com urgência.

Leia Mais

1469047911

Como se livrar dos enjoos

Enjoos e mais enjoos, eles vão se acumulando durante do dia e chega um ponto que nem é possível dizer se estão começando de novo ou se sequer passaram e recomeçaram.
Cerca de 80% das grávidas sentem enjoos e infelizmente não é possível dizer qual a causa específica deles, porém a teoria que se mostra mais assertiva é que são vários fatores, que juntos provocam os enjoos. Tudo no seu corpo está mudando, você está com os níveis de estrogênio em alta, o seu olfato está muito mais apurado e o seu estômago mais ácido. Tudo isso junto, pode ser o responsável pelos seguidos enjoos.
A boa notícia é que eles costumam ser mais severos até os 3 meses da gestação, porém algumas mulheres relatam problemas apenas nas primeiras semanas.
A maioria das gestantes relata que sente indisposição principalmente na parte da manhã, mas isso não é uma regra e pode variar muito de gestante para gestante.
Vomitar faz parte do processo para algumas mulheres, outras vão apenas enjoar, mas não irão vomitar.
É preciso ficar atenta se você não irá vomitar tudo que come, isto não é correto. Enjoos são comuns, mas vomitar deve ser esporádico. Vomitar sem parar pode levar a desidratação, desnutrição e outras complicações.
Procure seu médico se você achar que as crises estão fortes demais.
Repouse, tome muito líquido e se alimente bem.

Dicas para se livrar dos enjôos

  • Fique fora do alcance de cheiros muito fortes ou que possam lhe causar náuseas;
  • Coma algumas bolachinhas salgadas antes de levantar da cama de manhã e espere cerca de 20 minutos para levantar. Faça o mesmo processo a noite, cerca de 20 minutos antes de deitar na cama, duas ou três bolachas podem fazer diferença.
  • Coma mais seguido e em menores quantidades, diminuindo o espaço entre uma refeição e outra e sem se empanturrar.
  • Cheirar limão parece estranho, mas funciona. Corte um limão e cheire, ou coloque rodelas em seu chá ou água.
  • Compre balas de gengibre, elas ajudam a acalmar o estômago.

Leia Mais

alimentacao-natural-gravidez1

Adoçantes durante a gravidez. PODE?

Ao contrário do que ouvimos por aí, muitas pesquisas estão sendo feitas sobre este assunto e mais específicamente sobre o consumo de adoçante durante o período da gestação.

Estas pesquisas mostram que  a maioria dos adoçantes são seguros para o consumo durante a gestação, porém em quantidade moderadas.

O único adoçante que não recomendado é a sacarina, pois está relacionada com câncer e segundo algumas pesquisas, ela leva mais tempo para ser eliminada pelo corpo do bebê, por isso, evite.

Os adoçantes mais comuns são:

  • Sorbitol
  • Ciclamato
  • Sucralose
  • Estévia
  • Xilitol

Destes o único que causa algum efeito colateral mais incomodo é o sorbitol, que está relacionado aos gases, e como sabemos que grávidas já produzem mais gases que o normal, talvez seja bom repensar o consumo deste adoçante em particular, para evitar um desconforto maior.

Mas mamães, fiquem ligadas, pois consumir adoçantes ou produtos diet ou light podem trazer outros riscos, sendo o principal deles a falta de consumo de alimentos com vitaminas necessárias para a evolução adequada da gravidez e do bebê.

Troque o máximo possível os refrigerantes e guloseimas por água, sucos, frutas e alimentos naturais e que de alguma forma possam suprir a sua necessidade de ingerir doces.

Como sempre a preferência é por aliemtnos saudáveis e exercícios físicos com moderação. Não faça dieta durante a gravidez.

Leia Mais

18-041

Ganho de peso ideal na gravidez. Vem descobrir o seu!

A recomendação de especialistas é que as mulheres calculem o ganho de peso ideal com base no IMC de antes da gravidez. Quanto mais acima do peso a mulher estiver antes de engravidar, menos ela deve engordar na gestação.
Como calcular o IMC:

IMC = PESO / ALTURA²
ou (formula equivalente)
IMC = PESO / (ALTURA x ALTURA)
Para você calcular o seu IMC você tem que dividir o seu peso (PESO) pela sua altura (ALTURA – em metros) ao quadrado.

Se você pesa 75 Kg e mede 1,75m:
IMC = 75 / (1,75  x 1,75)
IMC = 24,49
Descubra agora o ganho de peso ideal para a faixa em que você se encontra.
IMC inicial de menos de 18,5 – 13 kg a 18 kg.
IMC inicial de 18,5 a 25 – 11 kg a 16 kg.
IMC inicial de 25 a 30 – 7 kg a 11 kg.
IMC inicial acima de 30 –5 kg a 9 kg.

O que fazer para controlar?

Tenha bom senso. A grávida precisa ingerir cerca de 2.000 calorias por dia com um reforço de 200 calorias a mais no último trimestre.
  • Abuse das frutas e verduras, não esqueça de higienizar bem tudo que for ingerir.
  • Dê preferência para as proteínas como peixe, carne e ovos.
  • Consuma gorduras não saturadas como, castanhas e amêndoas.
  • Não corte os carboidratos, mas faça um consumo moderado e prefira sempre os alimentos integrais.
  • Evite doces em excesso, refrigerantes e alimentos light ou diet.
  • Coma de 3 em 3 horas.

Leia Mais

coceira-barriga1

Você está sentindo coceira na barriga?

A coceira na barriga é um sintoma muito comum no universo da grávida e normalmente são um indício de que as estrias estão chegando.
Não é a coceira que provoca a estria e na verdade é bem ao contrário, as coceiras precedem o aparecimento dessas marquinhas indesejáveis e insistentes.
Conforme sua pele estica a derme(parte mais profunda da pele) se rompe, provocando a coceira. O rompimento da parte mais superficial da pele vem depois, tornando a estria visível.
Quer saber mais sobre como evitar as estrias? Entre neste post AQUI que fizemos a algum tempo atrás.

E quando a coceira é pelo corpo todo?
Bom, nesse caso é preciso ter um pouco mais de cuidado, pois você pode ter desenvolvido Colestase Obstétrica, que é o acúmulo de Bile no sangue, uma desfunção que faz com que vá menos bile para o intestino, deixando a mesma muito concentrada no fígado, sendo o principal sintoma coceira na pele, principalmente a noite.
Normalmente esta coceira começa na palma das mãos e nos pés e depois se espalha, porém se você já tinha coceira na barriga por causa das estrias você pode não notar por onde a coceira começou e assim fica sem perceber esta disfuncionalidade do corpo.
Por isso, preste um pouco mais de atenção quando as coceiras começarem.

Leia Mais

gravida21

Como dormir melhor na gravidez

É comum que grávidas relatem que sentem muito sono nos dois primeiros trimestres e uma dificuldade tremenda de dormir no terceiro. Isso é esperado.
Nos dois primeiros trimestres os hormônios que começaram a circular pelo seu corpo ajudam a fazer você sentir aquele sono em qualquer hora e em qualquer lugar, porém os enjôos são mais freqüentes, principalmente na parte da manhã, mas algumas mulheres relatam ter os mesmos incômodos à noite também.
A chegada do terceiro trimestre vem com o desconforto causado pelo avanço da gravidez. Falta de posição para dormir e azia constante, as pernas começam a doer devido ao cansaço e em alguns casos pelo inchaço.

Mas existem alguns hábitos que podem ser inseridos em sua rotina para melhorar essa hora tão sagrada e revigorante.

  1. Não fume e não ingira bebidas alcoólicas, além de serem muito prejudiciais para você e para o bebê, podem provocar distúrbios no sono. Além disto, evite o consumo exagerado de cafeína, presente no café, alguns chás e refrigerantes.
  2. Não faça exercícios por pelo menos 4 horas antes de dormir. Eles são maravilhosos, mas aceleram demais o seu corpo.
  3. Tente criar um clima relaxante para a hora de dormir, tome um banho, faça algo calmo e sereno, prepare-se para repousar.
  4. Faça um lanche bem leve antes de ir dormir, um bolachinha de água e sal ou uma gelatina são bem vindas para te ajudar a evitar enjôos.
  5. Porém, evite comidas pesadas por pelo menos 3 horas antes de dormir, mais ainda se forem apimentadas e fortes demais. Elas certamente causarão enjôo, azia e gases.
  6. Você deve beber muita água durante a gravidez, mas diminua o ritmo quando o sol se puser. Isso evitará que você precise levantar várias vezes durante a noite para ir ao banheiro.
  7. Reserve ao menos três travesseiros de tamanhos diferentes só para você. Eles vão garantir o seu conforto. Use um na cabeça, um entre as pernas e outro para apoiar a barriga.
  8. Não durma virada para o lado direito, pois isso faz com que o peso do seu corpo comprima sua veia cava inferior, que leva o sangue para o coração. Isso diminuiria a quantidade de sangue oxigenado que volta do coração para os órgãos da mãe e, em consequência, para o bebê. Por isso durma sempre para o lado esquerdo e no último trimestre evite dormir de barriga para cima.
  9. Antes de dormir, coloque os pés para cima, deite na cama e coloque um travesseiro embaixo dos pés, esse ato ajudará a aliviar o desconforto provocado pelo inchaço e cansaço das pernas.
Aproveite a noite de sono e descanse, não pense muito na hora de dormir, apenas relaxe.

Leia Mais