942e3012-a9c0-4022-b657-ff10d60f7e601

5 erros que você pode evitar ao fazer o enxoval do bebê

Montar o enxoval do bebê é uma tarefa maravilhosa e se perder dentre tantas coisas incríveis e muitas vezes inúteis é quase uma certeza. Ficamos encantadas com tantas opções e sempre surge o “E se”? E se o bebê precisar disso? E se o bebê precisa daquilo?
Fique calma e evite desperdícios. Saiba o que evitar e faça suas compras com mais tranquilidade.

Enchendo a sapateira
Bebês recém nascidos não precisam de sapatos e essa falta de necessidade dura alguns meses. Pelo menos até que ele comece a ficar de pé e engatinhar e mesmo assim meias com solados emborrachados acabam por ser mais confortáveis

Estoque de produtos
Esqueça os estoques intermináveis. Compre poucos produtos e não estoque grandes quantidades de nada, afinal você não tem como saber se seu bebê não será alérgico a algum componente de algum produto específico e a sensação de ter que se desfazer, de pacotes e mais pacotes de fraldas caríssimas, pois seu bebê desenvolveu alergia ao material daquela marca específica que você comprou, não é nada agradável, por isso espere o bebê nascer, teste os produtos e só depois pense em ter um pequeno estoque. O motivo às vezes nem precisa ser alergias, mas simplesmente o bebê pode não se adaptar a algum produto, como chupetas de determinados formatos, por exemplo.
E isso serve para todo o tipo de produto, fraldas, óleos, lenços umedecidos, algodão, pomadas, mamadeiras, chupetas e etc.

Roupas de príncipe e princesa
Saias de tule, vestidos, camisas, coletes, babados e infinitas camadas de roupas são o sonho. Mas podem se tornar um pesadelo bem rápido. Esse tipo de roupa não é prática e acabará por deixar a criança irritada e a mãe aflita. Invista em roupas práticas, com botões e zípers de fácil acesso e com largas aberturas.

Não aderir a previsão do tempo
Se o bebê vai nascer no verão compre roupas adequadas para o verão e isso serve para todas as estações. Jamais coloque no bebê roupas que podem deixá-lo com frio ou calor demais. Esteja preparada para mudanças bruscas de temperatura, mas privilegie roupas que combinem com a estação de nascimento do bebê.

Berço sufocante
Esqueça o Kit Berço. É consenso que eles são lindos, mas extremamente dispensáveis e até mesmo perigosos. Acumulam pó, podem sufocar o bebê e a grande maioria dos pediatras desaconselha o uso. Isso vale também para bichinhos de pelúcia, não os coloque no berço do bebê.

Leia Mais

DSC_06621

Como arrumar a MALA da MATERNIDADE para o BEBÊ

Parabéns mamãe, você na reta final de sua gravidez e agora é hora de ver detalhes mais que importantes e um deles é sem dúvidas o que levar na mala da maternidade.

Hoje nós vamos tratar apenas do que você deve levar para o bebê.

Não esqueça que é aconselhável que as malas estejam prontas quando você estiver com 36 semanas, assim você evita estresse nos minutos finais e estará mais que preparada caso algum imprevisto aconteça.

Vamos a lista:

  • Fraldas: Na verdade este é um item que você não precisa se preocupar, pois elas costumam ser cedidas pelas maternidades e hospitais. Mas mesmo assim leve seu pacote de RN e outro pacote de P, nunca se sabe.
  • 6 macacões tamanho RN
  • 6 bodies ou camisas tipo pagão
  • 6 calças com pé (mijão)
  • 1 manta de algodão
  • 2 xales de linha ou lã
  • 2 casaquinhos de lã com botões na frente e fáceis de manusear
  • Fraldas de tecido para apoiar no ombro ao colocar o bebê para arrotar
  • 6 paninhos de boca
  • 6 pares de meias
  • 1 luvinha de bebê, se estiver frio
  • pomada de prevenção contra assaduras
  • kit para aparar as unhas do bebê: você provavelmente não irá utilizar, mas mesmo assim é melhor prevenir.

Além da mala, fique atenta aos documentos necessários

  • carteirinha do plano de saúde ou SUS
  • cartão de pré-natal ou carta do médico com informações do pré-natal
  • documentos pessoais

Lembre-se de lavar todas as roupinhas antes do uso, prefira sabão de coco ou neutro e deixe as roupas secarem ao sol.

Se você quer que seu bebê vista conjuntinhos específicos para determinados momentos, separe os mesmo em saquinhos e com identificação, assim você deixará as enfermeiras preparadas para vestir a primeira roupina do bebê, por exemplo.

Leia Mais

bebe-no-berco1

Como escolher o berço ideal para o bebê

Escolher o berço do seu filho é uma tarefa muito importante, pois desta escolha vai depender a segurança e conforto do seu bebê.

O bebê vai usar o berço até completar pelo menos 2 anos e esse é um tempo considerável, por isso alguns aspectos precisam ser levados em conta na hora da escolha.

Fique atenta aos padrões de segurança estabelecidos pelo Inmetro:

  • A distância entre as grades, tem que ter no mínimo 4,5 cm e no máximo 6,5 cm, assim não há perigo de que a cabeça, ombros ou mãos possam ficar presas;
  • Se o berço tiver rodinhas, pelo menos duas devem conter travas;
  • O espaço entre o estrado e a lateral do berço não deve ultrapassar 2,5 cm, e o espaço entre as ripas do estrado tem que ser de, no máximo, 6 cm, para também evitar que braços e pernas possam ficar presos;
  • Se alguma das partes do berço for feita de tela, os buraquinhos têm que ter no máximo 7 mm, para não haver chance dos dedos do bebê passarem por eles.

Há modelos de berços que possibilitam que você baixe as guardas laterais e isso será muito útil para os pais, mas experimente e teste o berço na prática, para saber se o mecanismo funciona bem e com segurança.

Pergunte sobre elevação do estrado, pois isso será útil caso seu filho sofra de refluxo.

Escolha um colchão firme e indicado para uso infantil, prefira os colchões que tem um lado plastificado, para proteger o tecido de eventuais acidentes com vazamentos de fraldas, vômitos e afins.

Além disso o colchão precisa se ajustar perfeitamente ao berço, sem sobras nas laterais e cabeceira.

Há opções de berços que se transformam em minicama e esta funcionalidade pode ser interessante para quando o seu bebê crescer.

Leia Mais

Carteira-de-Trabalho-3_blog1

Como funciona a licença maternidade

Direito de todas as mulheres que trabalham e contribuem com a Previdência Social – INSS e independe da forma de contratação. 
Carteira assinada, autônomos, terceirizados ou domésticos, se você contribui com a previdência, você tem direito.
Durante a licença você é remunerada com o mesmo salário que você ganhava antes de sair de licença.
Se você não trabalha, mas contribui com a previdência, você também tem direito a receber um “salário” durante a licença. Este “salário”, será equivalente a sua contribuição. Se você contribui equivalente a um salário mínimo, você receberá um salário mínimo durante os meses da licença.

O benefício também é válido para mulheres que adotarem uma criança.

Quanto tempo dura a licença?
O afastamento é de no mínimo 4 meses (120 dias corridos) e no máximo 6 meses (180 dias corridos). Isso irá depender da categoria do seu emprego ou da empresa em que você trabalha, por isso informe-se no sindicato da sua categoria ou com o RH da sua empresa.

No caso das mães que adotarem uma criança a liceça vai variar conforme a idade da criança adotada.

  • Até 1 ano de idade:  licença é de 120 dias
  • Entre 1 e 4 anos: licença de 60 dias
  • De 4 a 8 anos: licença de 30 dias.
Quem paga o seu salário durante a licença?
  • Se você tem carteira assinada o seu salário é pago pela empresa, que após o período de licença tem o ressarcimento feito pelo INSS.
  • Se você é autônoma a previdência irá ficar encarregada do pagamento.
  • Já se você tem mais um emprego você tem direito a receber licença relativa a cada um de seus empregos.
A partir de quando a licença maternidade começa a valer?
A mulher pode pedir afastamento até 28 dias antes do parto ou então a partir do nascimento do bebê.
Ainda tem dúvidas? Entre no site da Previdência Social e veja mais sobre o assunto, clique AQUI.

Leia Mais

612d71866c2cd06003437e82314b58d61

Como preparar a casa para receber o bebê?

Regrinhas de proteção servem para proteger o bebê de possíveis acidentes, mas também ajudam a deixar os pais mais seguros.
Para preparar a casa para receber um bebê é preciso pensar em algumas adaptações.
Nós fizemos uma lista para você começar a pensar em como anda a segurança da sua casa para receber o bebê que está chegando.
Vamos ver?

Regras gerais

  • Use tampões para tomada;
  • Esconda os fios atrás dos móveis;
  • Compre cantoneiras arredondadas para as quinas de mesas e todos os móveis que tiverem pontas;
  • Não deixe nenhum objeto pequeno solto pela casa, pois crianças pequenas colocam automaticamente tudo na boca;
  • Instale telas de proteção nas janelas;
  • Use protetor nas portas para que elas não batam;
  • Não deixe nenhum móvel em falso, parafuse ou estabilize.

No quarto

  • Mantenha sempre uma de suas mãos em cima do bebê quando ele estiver em cima do trocador;
  • Evite colocar acessórios volumosos e fofos no berço, como edredons, protetores, almofadas e afins;
  • Quando o bebê começar a levantar do berço, baixe o estrado o máximo possível;
  • Retire todos os brinquedos e bichinhos do berço enquanto o bebê estiver dormindo;
  • Mantenha as grades do berço SEMPRE erguidas e travadas;
  • Bebês devem dormir sempre de barriga para cima.

Na cozinha

  • Não carregue panelas ou cortantes enquanto estiver com o bebê no colo;
  • Não deixe nenhum objeto potencialmente perigoso na beirada de mesas, armários e pias;
  • Não cozinhe com o bebê no colo;
  • Vire os cabos das panelas para dentro do fogão;
  • Opte por fogões com porta de forno bem pesada, que dificultam a abertura por uma criança;
  • Feche armários com trancas específicas;
  • Evite toalhas de mesa, a criança pode puxar e derrubar tudo;
  • O cesto de lixo deve ficar em local inacessível para a criança.

Escadas

  • Sempre tenha portões removíveis para evitar o acesso à escada.

Carrinhos e cadeirinhas

  • Use SEMPRE o cinto de segurança, mesmo quando o bebê estiver dormindo;
  • Cadeirinhas para andar de carro são imprescindíveis.

Banheiro

  • A porta do banheiro deve ficar fechada e a criança não de ve ter acesso tão cedo;
  • Use travas especificas para tampas de vaso;
  • Nunca deixe o bebê sozinho no banheiro;
  • Tranque armários e não deixe nenhum produto ao alcance do bebê.

Garagem

  • Tenha sempre muito cuidado ao sair de carro, pois é muito difícil enxergar uma criança tão pequena.

Pronto, esses são cuidados essenciais e iniciais. Fique atento ao ambiente em que o bebê vai viver e adapte o máximo possível.

Leia Mais

rec-C3-A9m-nascido1

O que você vai precisar no primeiro mês de vida do bebê.

Durante a gravidez nós temos a tendência de exagerar nos itens para o bebê e muitas vezes não temos a experiência necessária para avaliar o que é realmente necessário e não pode faltar.
Há várias rotinas que são indispensáveis com um recém-nascido e que precisam do apoio de certos objetos.

Vamos ver uma lista de materiais e objetos que trarão mais facilidade e praticidade ao primeiro mês de vida dos seus filhos.

Troca de Fraldas

Algodão: Para limpar os genitais do recém-nascido é recomendado que você use algodão, pois a pele do bebê é sensível demais para utilização de lenços umedecidos. Molhe o algodão em água morna para limpar o bebê.

Pomada para prevenir assaduras: Após limpar o bebê com algodão e água morna sempre use uma pomada contra assaduras. As marcas mais conhecidas são Hipoglós, Bepantol e Dermodex, mas a escolha vai ficar a seu critério e gosto.
Caso você já tenha alguma preferida, compartilhe com as outras mamães via comentários.

Fraldas: Ao contrário do que tomo mundo faz, nós não recomendamos que você faça um estoque muito grande de fraldas, pois muitos bebês podem apresentar alergias a determinadas marcas, então prepare-se para testar várias delas até achar a que seu filho melhor se adapta.

Lenços umedecidos: Em casa use algodão para limpar a bundinha do bebê, mas na rua não há problema em usar lenços umedecidos, porém sempre prefira as marcas que tem lencinhos próprios para recém-nascidos e dê preferência para hipoalergênicos e sem cheiro.

Lixeira: Uma lixeira perto de onde você troca o bebê deixará tudo mais prático, mas não esqueça de trocar o lixo regularmente.

Trocador ou lugar específico para a troca: Pense em conforto e praticidade. A sua cama não é confortável, suas costas certamente irão doer muito após mais de 8 trocas diárias de fraldas, então planeje um lugar específico para trocar o bebê. Pode ser um trocador ou uma cômoda, mas ela deve estar na linha da sua cintura ou quadril, para ficar confortável.

Garrafa térmica: Deixar uma garrafa térmica perto do local da troca irá garantir a água morna para o algodão. Praticidade é tudo nestas horas.

Banho

Banheira: É quase impossível dar banho no chuviro em um recém-nascido e acaba sendo até perigoso. Por isso tenha uma banheira e caso tenha necessidade compre também uma rede de apoio para o bebê.
Xampu: Você deve usar bem pouco no bebê, mas mesmo assim prefira os hipoalergênicos.

Toalha com capuz: Enrolar o bebê após o banho é essencial para ele não perder calor. As toalhas com capuz ajudam a secar mais rápido e protegem as orelhas.

Passeios

Cadeirinha do carro: Nós explicamos toda a importância da cadeirinha neste post AQUI, passe lá e certifique-se de adquirir a do seu filho.

Carrinho: Pesquise bastante e se possível teste o carrinho na loja. Veja a inclinação, porta acessórios, presilhas e acolchoamento. Ele será muito importante para o seu bebê nos primeiros meses de vida.

Sono

Berço: Seja qual for o berço, se certique de que ele foi fabricado seguindo as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
Colchão: O colchão deve ser firme, não duro, apenas firme e opte pelos colchões que tem um lado de plástico, caso o xixi vaze, a limpeza fica mais fácil e higiênica.
Lençóis: Tenha pelo menos 4 jogos, assim você não se preocupa caso alguns sujem. Fronhas não são necessárias, pois lembre-se que nos primeiro meses de vida o bebê não deve usar travesseiro.
Mosquiteiro: Use apenas se houver incidência de mosquitos e se certifique que está limpo e sem pó.

Amamentação

Babadores: Há crianças que babam muito e outras quase nada, mas de qualquer forma os babadores ajudam até mesmo quando o bebê arrota e regurta um pouco. Tenha vários, sempre são úteis.
Almofada de amamentação: Auxilia e muito a mamãe trazendo um conforto extra às horas de amamentação. Tenha pelo menos duas no caso de uma sujar.
Esterilizador de microondas: Forma mais prática de esterilizar mamadeiras, bicos e vários outros acessórios que o bebê pode vir a utilizar.

Diversos

Kit Unhas (veja como cortar as unhas do bebê AQUI);
Alcool 70%: para limpar o umbigo do recém-nascido;
Escovinha para cabelo: existem kits especialmente para isso;
Termômetro: Imprescindível ter um em casa.
Há milhares de outros objetos que podem ser necessários, mas com essa lista você já passará os primeiros dias mais confortável.

Leia Mais

miniatura1

Photoshoot 2

A um mês atrás a A Gestante fez este post AQUI, sobre estilos de photoshoot para grávidas.

Hoje, como prometemos, segue mais ideias lindas e cheias de charme para te deixar cheia de inspiração, para tornar este momento ainda mais especial.

Mas não esqueçam de buscar um bom profissional, ele vai garantir a qualidade do material e sua satisfação.

Na natureza

Romântica
Fazendo alusão ao gênero do bebê

Leia Mais

image1

Os nomes mais registrados em 2013.

Já passamos da metade de 2014, mas um pouco de inspiração vinda do ano anterior não fará mal a ninguém, principalmente se você está escolhendo o nome do seu filho.

No final de 2013 o site babycenter.com fez um levantamento com cerca de 80.000 nascimentos e preparou uma lista com os 100 nomes que mais fizeram sucesso.
Alguns clássicos estão sempre presentes, mas dá para notar claramente a influência de artistas e personalidades nas escolhas de grande parte do público. Você verá o nome do filho de Neymar entre os 100 primeiros colocados, bem como Davi Luiz, entre os meninos.
Para as meninas o grande vencedor vem sendo há anos “Sophia”, com ph mesmo, além dos nomes compostos com “Maria”.
Os nomes estão em ordem de predileção.

Meninos:
Miguel
Davi
Arthur
Gabriel
Lucas
Matheus
Bernardo
Rafael
Guilherme
Enzo
Felipe
Gustavo
Nicolas
Heitor
Samuel
João Pedro
Pedro Henrique
Cauã
Henrique
Murilo
Eduardo
Vitor
Daniel
Lorenzo
Vinicius
Pietro
João Vitor
Leonardo
Théo
Caio
Isaac
Lucca
João
Davi Lucas
Enzo Gabriel
Yuri
Bryan
Thiago
João Gabriel
Benjamin
Joaquim
Emanuel
Thomas
Ryan
Carlos Eduardo
Rodrigo
Ian
Fernando
Bruno
Otávio
Francisco
Calebe
Igor
Antonio
Erick
João Lucas
Luiz Felipe
André
Davi Lucca
Kaique
Nathan
Luiz Miguel
Breno
Vitor Hugo
João Guilherme
Benício
Augusto
João Miguel
Pedro Lucas
Levi
Anthony
Yago
Danilo
Juan
Kauê
Diego
Vicente
Davi Luiz
Luiz Gustavo
Alexandre
Raul
Luan
Diogo
Marcelo
Ricardo
Luiz Henrique
Henry
Noah
Enrico
Lucas Gabriel
Renan
Luiz Otávio
Pedro Miguel
William
Ícaro
Giovanni
João Paulo
Paulo
Adryan
Pedro

Meninas:
Sophia
Julia
Alice
Manuela
Isabella
Laura
Maria Eduarda
Giovanna
Valentina
Beatriz
Luiza
Helena
Maria Luiza
Isadora
Mariana
Gabriela
Ana Clara
Rafaela
Maria Clara
Isabelly
Yasmin
Ana Julia
Lívia
Lara
Lorena
Heloísa
Melissa
Sarah
Ana Luiza
Letícia
Nicole
Ana Beatriz
Emanuelly
Esther
Lavínia
Marina
Cecília
Rebeca
Vitória
Maria Fernanda
Larissa
Clara
Carolina
Bianca
Alícia
Fernanda
Gabrielly
Catarina
Ana Laura
Emilly
Eduarda
Amanda
Pietra
Agatha
Milena
Maria Alice
Laís
Maria Julia
Maria
Elisa
Stella
Maria Vitória
Bruna
Ana Sophia
Bárbara
Maria Cecília
Olivia
Nathalia
Camila
Ana Carolina
Maitê
Eloá
Luana
Luna
Ana Lívia
Brenda
Alana
Sophie
Ana
Isabel
Mirella
Juliana
Marcela
Isis
Iara
Antônia
Kamilly
Alexia
Lis
Maria Sophia
Joana
Clarice
Ayla
Caroline
Antonella
Evellyn
Malu
Maria Laura
Mikaela
Stefany

Leia Mais

f509d1585ba97316c3a8e22fb57145e31

Photoshoot

A gravidez é um momento de celebração para a maioria das famílias e nada melhor do que eternizar estes momentos.
Muitos casais resolvem produzir o famoso photoshoot ou book fotográfico.
Nós alertamos que buscar um bom profissional é o primeiro passo.
O photoshoot tem como objetivo mostrar a família e sua rotira de espera pelo bebê e isso deve ser feito retratando a personalidade da família em questão, por isso o profissional, além de ter a parte técnica apurada, deve ser sensível e um bom ouvinte para entender os desejos e expectativas da família.


Há vários estilos de Photoshoot e hoje nós vamos mostrar vários deles com ideias para ajudar as mamães a bolarem os seus.

MINIMALISTA
Para mamães que sonham com fotos mais sequinhas, em que a grávida está em um ambiente um pouco mais austero, mas não menos belo.

Ensaio Divertido
A vida também é muita alegria e descontração.
Família
Com a participação mais que ilustre de toda a família e principalmente do papai orgulhoso.
No próximo post nós vamos dar ideias sobre fotos românticas, fazendo alusão o sexo do bebê e fotos na natureza.
Não percam, mamães…

Leia Mais

0041

Como enrolar o bebê para deixá-lo mais calmo.

Quando enrolamos o bebê ele se sente mais protegido e aconhegado, quase como se estivesse no utero. Além disto, enrolar o bebê ajuda a conter os movimentos involuntários de braços, algo muito comun, visto que os pequenos ainda não possuem controle total sobre seus movimento e isto pode assustar o bebê, principalemente durante o sono.
Esta “técnica” pode ser usada nos dois primeiros meses do bebê, pois após este período ele já controla melhor seus movimentos e começa a se mexer voluntariamente.
Vamos ao trabalho?
Primeiro, você vai precisar de um pano, manta ou cueiro quadrado, de aproximadamente 120 centímetros.
Agora é só seguir o roteiro abaixo.



Leia Mais